POLICIAL APOSENTADO É SUSPEITO DE ABUSAR DA ENTEADA DE 12 ANOS, PULA DE PRÉDIO PARA FUGIR E QUEBRA AS DUAS PERNAS EM CARATINGA

Admin V3 Janeiro 17, 2021

 

CARATINGA (MG) - O crime de estupro de vulnerável aconteceu no início da noite deste sábado (16), na rua Sebastião Anacleto de Miranda, no bairro Esplanada, em Caratinga. De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o suspeito, de 63 anos, que é policial militar aposentado, levou a esposa para o trabalho e retornou para a casa com um pote de açaí para sua enteada, de 12 anos. Em determinado momento, o suspeito passou as mãos no pescoço e nos seios da garota sobre a roupa.

A enteada, ao perceber a intensão do padrasto, entrou no banheiro e enviou uma mensagem no WhatsApp da mãe, dizendo: ‘Mãe, socorro mãe, me ajuda, mãe eu não posso falar, o (padrasto) tá aqui, ele passou a mão em mim, estou apavorada.’ Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mãe da garota teria ligado para seu irmão e sua mãe, que moram no mesmo local, e eles foram rapidamente para o apartamento. Lá eles se depararam com o homem, questionando-o sobre a mensagem que a vítima enviou para a mãe e dizendo que iriam chamar a polícia.

O suspeito teria então entrado em um dos quartos, onde trancou a porta e pulou pela janela, acessando um muro de aproximadamente quatro metros de altura, de onde pulou para tentar fugir por um lote vago atrás do prédio. Porém, na queda, o suspeito quebrou as duas pernas e ficou caído no lote, em meio à vegetação. A reportem do Polícia 24h acompanhou toda a ocorrência no local e o resgate do suspeito, que foi feito pelo Corpo de Bombeiros Militar. Após vários minutos recebendo os primeiros atendimentos ainda caído no lote, o homem foi encaminhado para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, onde permanece internado sob escolta policial, após receber voz de prisão em flagrante.

Segundo a Polícia Militar, o padrasto negou os fatos e disse ter sido empurrado da janela do apartamento pela mãe e pelo irmão dela. Porém, uma testemunha contou à polícia que viu o momento em que o suspeito acessou o muro e pulou para tentar fugir, desmentindo a versão de que ele teria sido empurrado.

Consta ainda no boletim de ocorrência que o suspeito já tem passagem pelo mesmo crime, praticado contra as filhas da esposa.

Informações: Polícia 24 horas Leste de Minas.

Compartilhar