Jovem que aplicava golpes do PIX no comércio de Manhuaçu é apreendido pela PC

marcelo robadel Junho 09, 2022

Jovem que aplicava golpes do PIX no comércio de Manhuaçu é apreendido pela PC

.

Um jovem de 17 anos foi apreendido pela Polícia Civil de Manhuaçu nesta quarta-feira, 08/06. Ele estava aplicando golpe do pix num comércio da cidade. O prejuízo é calculado em cerca de mil reais.

Policiais da Delegacia Adjunta de Falsificações e Defraudações agiram na apreensão por conta do ato infracional análogo ao crime de estelionato. O menor vinha aplicando vários golpes em estabelecimentos comerciais da região.

Segundo a Polícia Civil, o golpe funcionava da seguinte forma: ele fazia contato com os estabelecimentos via aplicativo whatsapp, efetuava pedidos de diversos itens e para demonstrar o pagamento, o mesmo montava um comprovante de PIX em programas de edição de imagens e enviava para suas vítimas, elas achando que já haviam recebido o pagamento, entregavam os bens em vários endereços citados por ele em Manhuaçu.

Após uma das vítimas perceber que tal menor estaria usando dessa artimanha em seu estabelecimento desde Abril, totalizando um prejuízo de mais de R$1.000,00, e além disso tentar realizar outra compra da mesma forma na data de hoje, inclusive já tendo encaminhado o comprovante fraudulento, foram realizadas ações policiais que resultaram na apreensão do menor suspeito com a posse dos bens.

A Polícia Civil de Manhuaçu orienta aos proprietários de estabelecimentos comerciais da região, que praticam a venda através da modalidade PIX, que confiram na conta bancária se a quantia monetária referente à venda tenha sido creditada, antes de enviar ou entregar os bens para o comprador.

As investigações e a ação policial foram coordenadas pelas Autoridades Policiais Dr. Felipe de Ornelas Caldas, Dra. Adline Ribeiro de Mello Rodrigues, Dr. Guilherme Mariano Caldeira, Inspetor Hernesto Francisco da Silva e Subinspetor Lucas Garcia de Oliveira, e realizadas pelos Investigadores de Polícia Renata dos Santos Paula, Luiz Guilherme dos Santos Azevedo e Victor Neves Gomes de Oliveira.

Portal Caparaó

Compartilhar